Por que parar de fumar?

O tabaco foi levado das Américas à Europa no século XVI, mas foi no início do século XX que a produção industrial de cigarros fez expandir seu consumo em massa. Hábito inicialmente reservado aos homens, a entrada das mulheres no mercado de trabalho despertou estratégias mercadológicas para atraí-las. Na década de 50, estudos médicos chamaram atenção para a relação causal do tabagismo com câncer do pulmão. Desde então milhares de pesquisas em todo o mundo confirmaram que também enfisema pulmonar, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, impotência e outras cerca de 50 doenças, incluídos câncer de outros órgãos , são causadas pelo hábito de fumar. No Brasil cerca de 200.000 pessoas morrem pelo uso de tabaco ou exposição a fumaça (fumante passivo), maior causa evitável de morte.

O vício pelo fumo na maioria das vezes inicia antes dos 25 anos de idade, e as campanhas educativas, restrição da publicidade, avisos indicativos das consequências danosas impressos nas embalagens de cigarros, proibição do consumo em locais públicos, tiveram efeitos positivos no Brasil , tendo reduzido o percentual total de fumantes em 36% nos últimos 11 anos. Metade dos brasileiros que fumam gostaria de parar de fumar. Entre 2016 e 2017 contudo houve crescimento do percentual de fumantes de 18 a 44 anos.

Os cigarros contém mais de 4000 substâncias, cerca de 50 delas cancerígenas, além de nicotina, responsável pela dependência química. O vício decorre também de aspectos emocionais e comportamentais do fumante.

Parar de fumar promove recuperação de vários danos e diminuição dos riscos para as graves doenças que a fumaça do cigarro causa. Mais saúde. Vida melhor. Sempre é tempo de enfrentar e vencer.

Jairo Victor Ramos – Pneumologista